(...)

Imagem relacionada

Ele nunca tinha visto um brilho assim, misteriosos, ofuscante, de um encantamento sem igual. 
Ela nunca havia se deparado com tão forte luz, cheio de calor e vida.
Ela com suas várias faces, seus vários sorrisos, um para cada emoção.
Ele jorrava calor, gostava de abraços fortes e quando a olhava parecia até que de suas íris brotava raios da mais bela estrela. 
Ela com sardas que pareciam milhares de estrelas a redor daquela que iluminava sua noite.
Tão diferentes em suas formas e cores, tão opostos nas suas maneiras de brilhar. 
Mas sem o outro não poderiam existir. 
Apenas algo não encaixava. Quando ela acordava ele estava a dormir, em opostos terrestres eles estavam sem o calor e o brilho um do outro. 
Quem sabe um dia, apenas um dia eles enfim encontrariam a solução. Na astronomia chama-se eclipse, na vida humana, ponte aérea.
Conhecido também como o dia em que o sol e a lua parariam a terra. 

10 comentários

  1. Que amor, gente. É fascinante esse ponto de vista em que a lua é apaixonada pelo sol, sempre me encantei com essa "coisa" toda.
    Seu texto tá encantador <3

    Beijos!
    www.memorizeis.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito obrigada Ane, e obrigada por ta sempre por aqui <3

      Excluir
  2. Uau, que amor fascinante!
    Ah se o mundo tivesse todo esse amor que é descrito nesse pequeno trecho!
    Eu teria 'orgulho' do nosso mundo.



    Beijos da Thai ♥
    https://blogdathaiara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o blog, vim lá do ConversaCult só para dá uma olhada e valeu super a pena.

    ResponderExcluir
  4. Boa analogia entre o sol e a lua com um amor :)
    https://escritalhadaa.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  5. Muito bom.
    O "sol e lua" me lembrou Game of Thrones com o "meu sol e estrelas" e "lua da minha vida".
    reginakadov.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Topo